ediora-agora-e

PRA TE FAZER EU ME PERDI. SERÁ?

Pra te fazer eu me perdi. Será? foi escrito principalmente para falar como é possível dar a volta por cima após o término de um relacionamento amoroso. Mas além disso para apresentar a história real de um casal que se transformou em modelo de amor perfeito e mesmo assim não conseguiu resolver questões cruciais durante uma grande crise na relação que resultou em um término inesperado.

 

O livro inicia com a trágica noite da separação e passeia, sem se prender a cronologia, por essa história de amor, e ainda conta passagens importantes da vida da protagonista mesmo antes do casal se conhecer.

 

O final surpreendente, com uma virada espetacular na rota da vida da protagonista apresenta ao leitor que sempre é possível dar a volta por cima, mesmo nas situações mais dramáticas. Além disso sair fortalecido, engrandecido e ter resultados surpreendentes.

Em breve em áudio livro

 

 

À VENDA NA AMAZON, SUBMARINO, AMERICANAS E UMLIVRO

pra te fazer eu me perdi

100 CRÔNICAS DE PANDEMIA

100 crônicas de Pandemia é uma obra que surgiu da compilação de textos digitados pelo autor, baseados em acontecimentos diários e divulgados basicamente no instagram e Facebook, sobre situações pelas quais vivencianos em tempos da Pandemia do novo coronavírus.

O autor passou a captar fatos do cotidiano de amigos e os relatar em “posts” nas redes sociais, a ideia era fazer um breve relatório de 40(quarenta) mini contos de quarentena, mas o que era uma brincadeira ou desabafo em redes, foi se tornando um ofício, pois outros amigos e leitores o abordavam para terem as suas e demais histórias contadas durante esse período tenebroso da história mundial.

As crônicas tomaram corpo e se transformaram em um registro cronológico desse período com as particularidades que adotamos como novo fluxo de nossa vida enquanto o vírus acionava o toque de ordem e mais tarde o toque de recolher.

 

A obra contem palavras, expressões e situações agora mastigadas e hoje deglutidas em nosso vocabulário, tais como “lockdown”, grupo de risco, cloroquina, imunidade, quarentena, intubado, e.p.i., respirador, confinamento, pânico, transmissão comunitária, assintomática e tantas outras que durante a leitura vão ressurgir na memória de cada um que a aprecie, pois em meio a esse caos, quase nos tornamos enfermeiros ou médicos de tanto ouvir ensinamentos de prevenção, remédios, receitas, coquetéis, taxas, exames, profilaxia, tubos, internações, sequelas, inflamação, etc.

O tempo sempre nos pede paciência, 2020 não foi fácil, as notícias nos chegam truncadas, a temida segunda onda já é realidade em alguns países e esse turbilhão de acontecimentos nos deixam apreensivos em nossa breve existência.

Prezamos por saúde para sairmos dessa ilesos e aproveitar os bons momentos que a vida nos proporciona.

Surge então uma obra emblemática toda escrita em celular, trazendo à tona, fatos reais misturados a histórias fictícias, muitas delas fortes, muitas delas para cima, algumas tristes, mas outras com leve toque de humor, postadas e testadas inicialmente nas redes sociais e que agora ganham nova roupagem em forma de livro para os curiosos e amantes de uma literatura de breves narrativas!

Em breve em áudio livro

 À VENDA NA AMAZON, SUBMARINO, AMERICANAS E UMLIVRO